18 de setembro de 2012

Fica


Fica essa noite, eu tiro o som da Tv e a gente fica na penumbra da luz tentando se olhar nos olhos. Fica, lá fora ta frio, aqui tem queijo e vinho, a gente pode beber e rir um do sorriso do outro enquanto escuta Bethânia ou Chico. Fica, eu li em algum lugar que hoje chove, eu tenho medo de chuva, fica pra tomar conta de mim. Sinto que estou com febre, com dor no corpo, com asma, ou qualquer outra doença que é causada pela falta de você em mim. Fica pra me curar e devolver o sorriso. 

Fica, eu troquei os lençóis, esses ainda não têm o cheiro do teu perfume, é preciso ele para eu me sentir bem, você tinha prometido que queria e ia me fazer bem, lembra? Fica vai, a gente pode transar, depois suspirar e rir junto, ou então só conversar mesmo, a gente senta no chão e fica ouvindo o barulho que vem de fora, para o relógio e faz de conta que o mundo parou. Fica essa noite vai, fica porque eu quero que você fique, ou até mesmo porque eu sei que você quer ficar, faz pelo menos uma vez aquilo que nós dois queremos, como se não existisse ninguém mais e eu fosse a única na tua vida e você meu único. Fica, eu tenho filmes, tenho livros, tenho cd’s de Gardel e Piaf pra gente ouvir, se você não gostar podemos escutar rádio e esperar a sorte de tocar alguma coisa legal. 

FICA! Aqui a gente tem o que beber, tem comida, tem chocolate, tem água, tem música, tem desenho animado, tem livros legais, dama, xadrez, FICA DROGA! Ou então vai, vai fazer o que te cansa, vai pra depois você ficar pensando no que teria acontecido se você tivesse ficado, e pode até ir... mas deixa teu peito aqui, teus braços pra me dá proteção, teus dedos pra tocar meu corpo e teu sorriso pra me ninar, deixa aqui um pedaço do teu eu que é tanto meu e que me faz tão bem. 

Um comentário:

  1. Lindooooo! vou pegar pro meu blog shaushuahsuha Parabéns Bruna :D

    ResponderExcluir

sua participação no relicário.